Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




por Oldfox, em 17.11.13

Morreu Doris Lessing

17 Novembro, 2013

 

 

Doris Lessing morreu. Não era muito apreciada, embora tenha ganho o Nobel. Dizia-se que não era suficientemente feminista, nem fora suficientemente comunista. Teve dois filhos que deixou para trás, pequenos, em África porque já "não aguentava aquela vida de matrona". Quando começou a ter sucesso com o seu THE GOLDEN NOTEBOOK, virou-se para a escrita de uns intragáveis romances de ficção científica. Dizia o que lhe apetecia. Nasceu na Pérsia (Irão). Cresceu na antiga Rodésia (hoje Zimbabué). Era "esquisita". Adorava gatos. Parecia a Gertrude Stein. Viveu na "swinging London" com o zelo de uma convertida. Teve muitos amantes, graças a Deus! Comecei a lê-la em miúda - levava os livros para cima das árvores. Aqui fica um trecho de A ERVA CANTA - a história da relação de uma branca com um negro nos tempos coloniais - que me deixou pensativa: "Muitos destes jovens haviam sido educados com vagas ideias de igualdade. Nas primeiras duas ou três semanas ficavam chocados com o modo como os nativos eram tratados. Cem vezes ao dia, sentiam-se revoltados pelo modo como as pessoas os tratavam, como animais. Vinham preparados para tratá-los como seres humanos. Mas não podiam erguer-se contra a sociedade a que tinham vindo juntar-se. Não levavam muito tempo a mudar. Era difícil, claro, tornarem-se igualmente maus. "
Fotografia: Doris Lessing com Philip Glass que compôs uma ópera a partir de "The Making of the Representative for Planet 8". O libretto é da autoria da própria Lessing.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:03



Um blogue da literatura, dos livros, dos leitores, dos editores, dos livreiros, dos alfarrabistas, dos desesperados, dos felizes e do que mais aprouver.

Mais sobre mim

foto do autor