Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




por Oldfox, em 03.12.08

Rapariga com Brinco de Pérola




3 Dezembro, 2008


A última sessão da última Comunidade de Leitores de 2008, na próxima semana, será dedicada à leitura de “Rapariga com Brinco de Pérola” de Tracy Chevalier. Como todos sabem – muita gente também viu o filme de Peter Webber – esta obra é uma visão romanceada de uma parte da vida do pintor Johannes Vermeer. (1632-1675), Delft – Holanda.
Citação de uma passagem de um texto encontrado na Internet : “A nova ordem que se instaurou nos Países Baixos a partir da trégua, firmada em 1609, trouxe diferenças culturais importantes entre o sul, sob domínio da corte católica espanhola, e as províncias do norte, protestantes. A inexistência da devoção a imagens nos cultos protestantes desvinculou a Arte da Igreja. Para além disso, a ausência nas Províncias Unidas de uma cultura palaciana propiciou o desenvolvimento de uma arte mais singela e de temáticas do quotidiano da classe média , diferente da monumentalidade e dos temas eruditos (históricos e mitológicos) da arte do sul.”


Uma vez que, nas nossas Comunidades, fazemos sempre leituras complementares – que deixo, evidentemente, ao critério de cada leitor(a)- atrevo-me a sugerir, para quem se interessa por este período ( o século XVII nos Países Baixos) três livros muito interessantes:
1º - “A Febre das Túlipas” de Deborah Moggach, edição portuguesa da Asa, um romance sobre o “boom” económico relacionado com as túlipas (e não só) que deu origem à construção de grandes fortunas, alterou a sociedade e o gosto e permitiu o mecenato de artistas.
2 – “Girl in Hyacinth Blue” de Susan Vreeland, outro romance que foca, também, a vida de Vermeer e a hipótese da existência de mais um quadro, o 26º, que poderia ser da sua autoria e que se chamaria exactamente “Girl in Hyacinth Blue”. Tudo é possível, uma vez que a discussão sobre a autoria dos seus quadros e as peculiaridades da sua pintura continuam em aberto.
3 – Para quem deseja saber (ainda) mais, recomendo a leitura do estudo “Vermeer and His Milieu: A Web of Social History” de John Michael Montias, considerada a melhor obra sobre o artista cuja vida e obra continuam cheias de mistérios.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:33


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Um blogue da literatura, dos livros, dos leitores, dos editores, dos livreiros, dos alfarrabistas, dos desesperados, dos felizes e do que mais aprouver.

Mais sobre mim

foto do autor




subscrever feeds